quarta-feira, 21 de agosto de 2013

"A Outra Face do Verso" de Carlos Bondoso




Carlos Fernando Bondoso, natural de Moimenta da Beira, viveu grande parte da sua vida em São Tomé e Príncipe. Presentemente encontra-se a residir na cidade do Montijo.

Tem dois livros de poesia publicados em 2012: Sombras que Falam e Cor Púrpura.
Publica no Brasil na revista literária “As Flores do Mal”.
Participa nas antologias: Entre o Sono e o Sonho III e IV; Beijos de Bico; Poesias sem Gavetas I e II; Palavras de Cristal Volume I; “EROTISMVS” Impulsos e Apelos.
 Publica na revista literária, a “Chama”, folhas poéticas. Colabora ainda na revista cultural “Milandos da Diáspora”. É membro dos Confrades da Poesia; Membro dos Poetas Portugueses. Fez ainda parte de uma antologia em honra do grande escritor brasileiro Affonso Romano de Santanna “Cumplicidade das Letras”.

Na inquietude que transporto dificilmente vou serenar 
pois tornei-me escravo das palavras

Certamente, os poemas deste livro expõem o imaginário de um autor cuja poiesis parece estar numa contínua dinâmica criativa. Nessa perspectiva, Carlos Bondoso dá vazão a um arsenal de sensações vividas, forjando passo a passo outras consciências para além da lucidez do homem comum.
no texto A escrita em movimento: tumultos e (re)versos 
de Adriano Eysen (crítico literário e Professor Assistente da Universidade do Estado da Bahia)